Projetos Culturais

Cinema

Dança

Larissa Leão é a diretora artística e professora de audiovisual dos projetos culturais Mulheres do Paraguaçu (Salvador - 2019 / Cabaceiras do Paraguaçu/Ba, São Francisco do Paraguaçu/Ba e Maragogipe/Ba – 2018), que desenvolve atividades artísticas e empreendedoras para mulheres de diversos perfis que habitam cidades localizadas às margens do Rio Paraguaçu, na Bahia; e Cineclube Eldorado (Palmeiras - 2019 / Santo Amaro – 2017), que realiza oficinas, produções e exibições audiovisuais a partir e sobre conceitos como Território e Comunidade na cidade e zona rural de Palmeiras/Ba e no Assentamento da Brigada Carlos Marighella - MST/Ba, Santo Amaro/Ba.

Realizou a direção, performance e edição do vídeo "Vidança" (Palmeiras/Ba - 2020); da Videoinstalação "Cartografia Afetiva" (Cachoeira, Palmeiras e Salvador/Ba - 2018); também dirigiu, fotografou e editou o documentário "Mulher desse Chão", realizado em parceria com o Projeto Transições e o Cineclube Eldorado (Palmeiras/Ba - 2019); assim como também realizou a Série Fotográfica "EntreMundos" (Palmeiras/Ba - 2018), a Série Fotografica "Folhagens" (Boipeba/Ba - 2018) e do vídeo WaterDance (Salvador/Ba - 2015).

Atua como 1º assistente de produção do longa-metragem "Na Rédea Curta", dos diretores Ary Rosa e Glenda Nicácio (trabalho em aberto), trabalhou como assistente de direção de arte no longa-metragem "Ilha" (Camamu/Ba - 2018), dir. Ary Rosa e Glenda Nicácio e como estagiária de arte no longa-metragem "Café com Canela" (Cachoeira/Ba - 2016), dir. Ary Rosa e Glenda Nicácio; atuou como assistente de arte dos filmes "Pinta" (Salvador/Ba - 2012), dir. Jorge Alencar; "Gina" (Salvador/Ba - 2012), dir. Beth Souza; "Os Filmes que Não Fiz" (Salvador/Ba - 2012), dir. Petrus Pires e Paulo Hermida; e fez a assistência de cenografia na Peça Teatral "O Olho de Deus - O Avesso dos Retalhos" (Salvador/Ba - 2012), dir. Márcio Meireles. Produziu o curta metragem "Inferno" (Cachoeira/Ba - 2014), dir. João Marciano e Jorge Bony; e integrou a equipe de fotografia do filme "Por quê Palmeiras?" (Palmeiras/Ba - 2013), dir. Hugo Leonardo. Compôs o Júri da Mostra Competitiva Nacional do II Festival Mimoso de Cinema (2019), integrou o Cineclube Mario Gusmão - projeto de pesquisa e extensão do curso de Cinema e Audiovisual da UFRB - de 2015 a 2017 e realizou a curadoria e a produção da Mostra Permanente de Resistências (Cachoeira/Ba – 2017); Mostra Itinerante de Culturas Populares (Salvador, Santo Amaro e Itabuna/Ba - 2016); Mostra TransÁfricas (Cachoeira/Ba - 2015); e a Mostra Fernando Coni Campos (Cachoeira/Ba - 2015).

Participou do I ReToque - Encontro em Contato Improvisação. (Goiânia/Go - 2017); da Oficina Dança e Feminismo, ministrada por Nirlyn Seijas (Salvador/Ba - 2017); do I, IV e V Macacos Aquáticos – Contato Improvisação na Água. (Moreré/Ba - 2015); do I, II, III e V EmComTato Festival – Festival de Contato Improvisação (Salvador/Ba - 2010 e 2012; Palmeiras/Ba - 2013, 2017 e 2018); e participou também do II Transformando Pela Prática – Festival de Contato Improvisação. (Florianópolis/Sc - 2012).

Criação Audiovisual